Presidente da Câmara não pretende dar sequência a pedido de impeachment contra Bolsonaro

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou que, por enquanto, não vai dar sequência ao processo de superpedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. Na avaliação do deputado, que falou à imprensa na noite desta quarta-feira (30) ao deixar o Congresso, a ação exige materialidade.

Mais cedo, deputados da oposição e movimentos sociais protocolaram um novo pedido de impeachment, que reúne cerca de 120 ações em um só processo, apontando mais de 20 tipos de acusações de crimes.

“O que houve nesse superpedido? Uma compilação de tudo o que já existia nos outros e esses depoimentos. Depoimentos quem tem que apurar é a CPI. É para isso que ela existe. Então ao final dela a gente se posiciona aqui, porque na realidade o impeachment como ação política a gente não faz com discurso, a gente faz com materialidade”, disse à Folha.

O presidente disse ainda que antes de analisar o pedido apresentado nesta quarta há outros 120 na fila de espera. Questionado se vai seguir a ordem de ações apresentadas, respondeu que poderia ser. Sobre se esperaria a CPI terminar, ele afirmou, em tom irônico, que sim. “Vou esperar a CPI, está fazendo um belíssimo trabalho, bem imparcial.”

Mais PB

Por: KLEBSON WANDERLEY em 1 de julho de 2021

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!