PSD expulsa vereador e mais três candidatos em Juazeirinho por infidelidade partidária

A comissão provisória do PSD Municipal de Juazeirinho, desligou dos seus quadros de filiados nesta terça-feira (13), o vereador e candidato à releição, Railsom Gonçalves e os demais candidatos: Normélio Trajano, Luciana Figueiredo e Maria José, mais conhecida como Deta Pereira.

“O quarteto teve os nomes cancelados da lista de filiados do PSD, como é público é notório, que estão fazendo campanha contra o candidato que o PSD apoia para prefeito”, disse o presidente da legenda, Wellington Pereira, ao portal.

Segundo a direção do 55 juazeirinhense, Railson e Normélio infringiram todas as regras do estatuto, com insubordinações, trabalham pedindo votos para o candidato a prefeito do DEM, Admilson de Pituta, cometendo infidelidade partidária.

Railson, sem autorização do partido, registrou uma candidatura avulsa, que por Lei é proibido.

Luciana  tinha assinado a desistência de ser candidata, e o partido tinha aceito em caráter irrevogável, porém dias depois, sem comunicar ao PSD, disse ao grupo de amigos de candidatos do PSD, quer tinha voltado atrás e era candidata novamente, o que o partido não aceita mais.

Já Deta é prima de Railson e sobrinha de Admilson e, desde o início da formação do grupo, ela já  era candidata apenas no nome.

Wellington disse à reportagem que o PSD não aceita insubordinações dentro do partido, e nem aceita candidatos laranjas, primeiro porque é crime eleitoral e os candidatos verdadeiros do partido podem ser prejudicados.

Além disso, os candidatos laranjas poderão processados por crime eleitoral e presos e isso o PSD não aceita de jeito nenhum.

Com Heleno Lima

Por: KLEBSON WANDERLEY em 14 de outubro de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!