“Eu não estou negociando o partido”, afirma Rômulo sobre a possibilidade de ceder presidência a Cartaxo

O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) foi enérgico nesta quinta-feira (PSD) ao ser provocado sobre a possibilidade de ceder a presidência do partido ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo. “Eu não estou vendendo o partido e nem precisa disso”, disse o parlamentar. Rômulo foi procurado pela imprensa para comentar a saída de Zennedy Bezerra, auxiliar e homem de confiança de Cartaxo, do PSD e filiação ao PMN – movimento que ele considerou natural.

Com as especulações de que Luciano Cartaxo estaria trabalhando um partido para chamar de seu, Rômulo foi questionado sobre a possibilidade de dar ainda mais espaço aos ‘Cartaxos’. O irmão de Luciano, Lucélio Cartaxo, já comanda o diretório municipal da legenda em João Pessoa.

“O partido não tem nem nunca terá dono. Nem o partido é de Rômulo, nem será de Cartaxo. O partido é de todos que integram o partido, dos diretórios, dos prefeitos, dos vices, dos deputados. No PSD não tem essa metodologia de o partido ser de alguém. Você pode olhar que na maioria dos partidos as composições são familiares, o PSD não é familiar”, disse o presidente estadual do PSD.

Com Blog do Gordinho

Por: KLEBSON WANDERLEY em 2 de junho de 2017

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *