Polícia Federal mira desvio de dinheiro no Incra na Paraíba

Polícia Federal, Controladora Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal da Paraíba deflagraram, na manhã desta quarta-feira (13), a Operação ‘Amigos do Rei’, que visa combater o desvio de recursos públicos diante de concessões irregulares de parcelas de terras nos Projetos de Assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) no Estado da Paraíba.

Dois servidores do INCRA tiveram o afastamento do cargo público decretado pela Justiça Federal, sendo um deles o ex-Superintendente substituto do Órgão. A justiça federal decretou, ainda, o bloqueio de mais de R$ 148.000,00 (cento e quarenta e oito mil reais) das contas dos investigados. As ordens foram expedidas pela 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba.

ENTENDA O CASO

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União receberam notícia anônima no sentido de que um servidor, que ocupava o cargo de Chefe-substituto da Divisão de Desenvolvimento da Superintendência Regional do INCRA na Paraíba, com ciência do ex-Superintendente substituto, estaria beneficiando familiares e pessoas próximas de seu círculo pessoal, no sentido de conceder lotes de terra, em assentamentos, para pessoas que não preenchem os requisitos legais. Além dos lotes, milhões de reais foram concedidos para financiar o desenvolvimento das parcelas de terra.

Com Mais PB

Por: KLEBSON WANDERLEY em 13 de novembro de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!