Eike Batista volta a ser preso na operação Lava Jato

O empresário Eike Batista voltou a ser preso, nesta quinta-feira (8), no âmbito da Operação Lava Jato.

Eike estava em casa, no Horto, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde há cerca de dois anos e meio cumpria prisão domiciliar.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do RJ, expediu para esta fase da Lava Jato dois mandados de prisão. Além de Eike, o seu contador Luiz Arthur Andrade Correia, o Zartha, está sendo procurado.

Eike Batista foi condenado a 30 anos de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro por decisão do juiz Marcelo Bretas. Ele foi réu no mesmo processo em que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi condenado a 22 anos e 8 meses de prisão.

Dois doleiros haviam afirmado que o empresário pagou US$ 16,5 milhões (ou cerca de R$ 65,74 milhões, na conversão atualizada) a Cabral em propina. O pagamento teria sido feito em troca de contratos com o governo estadual.

Com Mais PB

Por: KLEBSON WANDERLEY em 8 de agosto de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!