Autoridades do Cariri reclamam que governador retirou policiais das pequenas cidades para criar Batalhão de Esperança


O Governador Ricardo Coutinho, inaugurou nesta quinta-feira(30), o 15º Batalhão da Polícia Militar na cidade de Esperança, no Agreste paraibano.  O Batalhão é dividido em 4 companhias, com sedes em Esperança, Alagoa Nova, Areia e Soledade.

Segundo o governador, além de Esperança, o 15º Batalhão vai atender as cidades de Areial, Montadas, Puxinanã, Pocinhos, Alagoa Nova, Matinhas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Areia, Remígio, Algodão de Jandaira, Soledade, Juazeirinho, Santo André, Livramento, Olivedos, Taperoá, Assunção e Tenório.

Os municípios que agora compõem o 15º Batalhão era de responsabilidade do 10º Batalhão, que passa a atender 24 bairros da cidade de Campina Grande, bem como o distrito de Galante e as cidades de Lagoa Seca e Massaranduba.

As mudanças anunciadas durante a inauguração preocuparam a população e o poder público das cidades de Assunção, Tenório, Santo André e Livramento, no Cariri paraibano.

Segundo o vereador de Assunção, ‘Lula’, esse novo novo Batalhão deixou Assunção e as cidades circunvizinhas sem delegacia e sem policiamento, deixando mais de 14.000 habitantes sem assistência policial.  Ele disse que os policiais das menores cidades foram remanejados para os municípios maiores ligados ao Batalhão e especialmente para as sedes das companhias, deixando algumas cidades entregues a própria sorte.

Ainda de acordo com o vereador Lula, haverá uma Audiência Pública, na noite da próxima terça-feira(02), na Câmara Municipal de Assunção. O ato visa promover um debate e manifestações a respeito dessa situação.

De Olho no Cariri

Por: KLEBSON WANDERLEY em 1 de dezembro de 2017

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!