Se o processo de impeachment continuar na ALPB, PT convocará movimentos sociais para ir às ruas contra golpe, avisa presidente do PT/PB

O Partido dos Trabalhadores bateu o martelo sobre a permanência na base do governador João Azevêdo (Cidadania) e pretende mostrar fidelidade à gestão estadual caso o processo de impeachment contra o chefe do executivo prospere na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Segundo o petista, o partido está pronto para ir às ruas para protestar caso o golpe seja instalado. Macêdo ressaltou ainda que João foi eleito democraticamente e só deve sair da mesma forma. Para ele, essa tentativa de tirar o governador do poder só aconteceu porque a Câmara dos Deputados e o Senado abriu o precedente com o impeachment da presidente Dilma.

“Ainda não conversei com a direção nacional, mas eu tenho certeza que a direção nacional tem a mesma opinião. Você não pode golpear um governo que foi eleito democraticamente dessa forma, sem ter motivo. É por isso que eu digo que desde o golpe que foi dado na presidente Dilma que a nossa democracia está em risco, porque se abriu um precedente extremamente perigoso e isso começa a ser usado como motim em casas legislativas. Nós não podemos deixar isso acontecer. A soberania popular tem que ser respeitada. Você não pode aceitar que meia dúzia de deputados estaduais assinem um pedaço de papel e peçam um impeachment de um governador democraticamente eleitos, sem ter uma prova, sem ter um instrumento concreto que seja que garanta esse impeachment. O PT vai denunciar isso, e se isso prosseguir na Assembleia – e eu espero que não dê continuidade lá – nós vamos para rua junto com os movimentos sociais denunciar esse golpe aqui na Paraíba.

Blog do Ninja

Por: KLEBSON WANDERLEY em 12 de fevereiro de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!