Retirada de radares aumenta casos de excesso de velocidade na Paraíba

A retirada dos radares nas rodovias federais na Paraíba contribuiu para o aumento no número de flagrantes de motorista com excesso de velocidade neste carnaval. De acordo com a inspetora da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Keilla Mello, os condutores acreditaram que o excesso de velocidade não seria alvo de fiscalização.

“Muitas pessoas acreditaram que com a retirada de radares fixos não haveria fiscalização, mas foi o contrário: nós intensificamos com o uso de radares portátil”, explicou.

Segundo Keilla, a previsão é que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), empresa responsável pelos radares, os coloque novamente até o fim do primeiro semestre do ano. Ela explica que os radares serão em maior quantidade e mais modernos.

Com o radar portátil, a PRF flagrou 2500 motoristas dirigindo com excesso de velocidade desde a sexta-feira (1). Neste tipo de radar, o policial manuseia o aparelho, aponta para um veículo e detecta a velocidade. No carnaval, duas pessoas morreram em decorrência de acidentes nas rodovias. A causa provável nos dois casos, de  acordo com Keilla, foi velocidade incompatível, que é quando o veículo ultrapassa o indicado para o trecho.

Além do excesso de velocidade, a PRF ainda flagrou 55 motoristas dirigindo sob efeito de álcool. Quatorze pessoas foram detidas e três armas de fogo foram apreendidas.

A inspetora ainda reforçou a necessidade do uso de cinto de segurança não só para o motorista, mas para todos os ocupantes do veículo. “Por não usar cinto, o que seria um acidente leve se torna grave”, conta.

Nesta quarta-feira (06), a expectativa é que ocorra um fluxo maior no trânsito devido ao retorno das pessoas após o feriadão. Segundo Keilla, o motorista deve dirigir com cautela, respeitar os limites de velocidade, usar o cinto de segurança, manter o farol aceso e não dirigir caso tenha ingerido bebida alcoólica recentemente.

Com Mais PB

Por: KLEBSON WANDERLEY em 6 de março de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!