Presidente do Supremo autoriza Lula a sair de prisão para se despedir do irmão

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, autorizou nesta quarta-feira (30) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixe a prisão para se despedir do irmão, que morreu na terça-feira (29).

“Por essas razões, concedo ordem de habeas corpus de ofício para, na forma da lei, assegurar, ao requerente Luiz Inácio Lula da Silva, o direito de se encontrar exclusivamente com os seus familiares, na data de hoje, em Unidade Militar na Região, inclusive com a possibilidade do corpo do de cujos ser levado à referida unidade militar, a critério da família”, disse o juiz.

Lula vai se encontrar com os familiares na Unidade Militar na Região. O velório acontece desde a terça e, conforme o pedido apresentado ao STF, o sepultamento vai acontecer nesta quarta-feira (30).

O pedido de Lula chegou a ser rejeitado por instâncias inferiores, mas a decisão foi revertida em decisão na Suprema Corte. No pedido, a defesa do ex-presidente argumentou sobre ‘direito humanitário’ previsto na Lei de Execução Penal.

De acordo com a normal, quem cumpre pena em regime fechado ou semi-aberto pode ter permissão para sair da cadeia em casos de falecimento ou doença grave de cônjuge, companheiro, ascendente, descendente ou irmão.

Com G1

Por: KLEBSON WANDERLEY em 30 de janeiro de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!