Após infarto, morre aos 53 anos o deputado federal Rômulo Gouveia

Morreu, na madrugada deste domingo (13), o deputado federal Rômulo Gouveia (PSD), em Campina Grande. Segundo a assessoria de imprensa do parlamentar, ele teve um infarto fulminante.

Após uma semana hospitalizado, para tratar uma infecção urinária, ele recebeu alta na noite deste sábado (12). No entanto, ao sentir os sintomas do infar­to, o deputado foi socorrido para o hosp­ital Antônio Targino, mas não resistiu.

O velório do deputado federal acontece a partir das 12h deste domingo na Câmara Municipal de Campina Grande. À noite, o corpo segue para o Cemitério Campo Santo da Paz, em Campina Grande, onde segue sendo velado até às 16h desta segunda-feira (14), quando será sepultado. O velório será aberto ao público.

Rômulo foi vereador de Campina Grande, presidente da Câmara Municipal, deputado estadual e presidente da Assem­bleia Legislativa da Paraíba, além de vice-gover­nador da Paraíba e atualmente era o quar­to-secretário da Câm­ara Federal, tendo recebido a maior vota­ção para ocupar um cargo da Mesa Diretora na história do Con­gresso Nacional. Quem assume o mandato efetivo na Câmara é o deputado federal Marcondes Gadelha (PSC).

Luto oficial na PB

O Governo do Estado da Paraíba lamentou o falecimento do deputado federal Rômulo Gouveia. O governador Ricardo Coutinho anunciou decreto de luto oficial de três dias em razão do falecimento do ex-vice-governador. “O falecimento de Rômulo Gouveia deixa uma imensa lacuna na política do Estado e enluta os cidadãos e cidadãs de Campina Grande e de toda Paraíba. Nossos sinceros sentimentos”, escreveu em nota.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, também decretaram luto oficial de três dias pelo falecimento do deputado federal Rômulo Gouveia. Em nota, o gestor da capital ressaltou a trajetória do deputado, que “sabia como poucos unir trabalho e compromisso com as pessoas.

Romero Rodrigues disse estar perplexo com a morte prematura do parlamentar. “Registro que Rômulo, mais do que tudo, foi um amigo muito querido, com quem aprendi muito e que nunca me faltou, em todos os bons e maus momentos que compartilhamos”.

Por: KLEBSON WANDERLEY em 13 de maio de 2018

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!