Monteirense Amanda Nunes vence Raquel Pennington e mantém cinturão no UFC Rio

O card principal do UFC 224 agitou ainda mais a Jeunesse Arena na noite deste sábado (12), no Rio de Janeiro. Na luta principal, a monteirense Amanda Nunes manteve o cinturão dos galos ao vencer Raquel Pennington por nocaute técnico no quinto round. Já no co-main event, em uma das lutas mais agitadas do evento, Kelvin Gastelum derrotou Ronaldo Jacaré por decisão dividida dos jurados e se credenciou ao title shot na divisão dos pesos-médios.

Na despedida de Vitor Belfort do Ultimate, Lyoto Machida repetiu o que fez com Randy Couture e nocauteou o “Fenômeno” com um belo chute frontal, no round inicial. Mackenzie Dern e John Lineker também saíram vitoriosos no card principal após grandes atuações.

Logo em seu primeiro chute baixo, Amanda Nunes derrubou Raquel Pennington, que sentiu o baque e ficou encurralada. A “Leoa” seguiu investindo nos chutes, que voltaram a derrubar a norte-americana. Com a distância exata para golpear, a baiana alternava golpes na linha de cintura e cruzados. Sem conseguir impor o seu jogo, “Rocky” tentou o clinch.

Mantendo o ritmo do round inicial, Amanda seguia apenas andando pra frente e conectando jabs, diretos e socos na linha de cintura. Além disso, se mantinha castigando a perna esquerda de Pennington com os chutes. Em uma tentativa de queda de “Rocky”, a “Leoa” conectou duas joelhadas, mas a americana absorveu bem os golpes, levou para a grade e conseguiu derrubar. Já no chão, Raquel, na meia-guarda, acertou algumas cotoveladas. Nos segundos finais, as duas lutadoras foram para a trocação franca no octógono.

No terceiro assalto, Pennington seguiu recuada, mas seus contra-ataques passaram a entrar. A norte-americana cresceu na luta, e então, Amanda optou por derrubar a oponente com um double leg. Já no chão, a brasileira não teve muita efetividade ao tentar passar a guarda ou conectar golpes, eo árbitro mandou a luta volta de pé. Raquel, por sua vez, tentou pegar a perna da “Leoa”, mas não teve sucesso ao executar a queda. Já no minuto final, as duas voltaram a trocar golpes. Nunes chegou a acertar uma joelhada que derrubou a norte-americana, mas o sino do fim do round salvou Raquel Pennington.

Precisando do tudo ou nada, Penningtou tentou ir pra cima, mas desgastada, sofreu no clinch do Muay Thai aplicado pela baiana. No quinto round, Amanda voltou a dominar de forma mais ampla a luta, encurralou na grade e derrubou a americana. Desta vez, mostrando mais ação, trabalhou o ground and pound até Raquel virar de costas e o árbitro interromper o confronto, garantindo a vitória por nocaute técnico e o título no Brasil.

Com Cariri Ligado

Por: KLEBSON WANDERLEY em 15 de Maio de 2018

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!