Advogado explica condenação da prefeita Carmelita e lembra que MPF já arquivou ação

A prefeita no município de Livramento Carmelita Ventura (PR) foi condenada em primeira instância na Comarca de Taperoá pelo aluguel de uma retroescavadeira realizado junto a empresa “COPASA”, situada no município de Campina Grande. A ação caberá recurso e segundo o advogado da gestora, Dr. José Maviael, a prefeita não foi intimada para audiência de defesa e processo com o mesmo teor foi impetrado junto a Justiça Federal em Monteiro e o MPF sugeriu seu arquivamento por entender que não houve falha da administração de Livramento.

Na ação judicial foram anexados provas fotográficas e vídeos que mostram que a prefeita Carmelita Ventura estaria com máquinas alugadas pelo município abandonadas em Campina Grande. Segundo o advogado Dr. José Maviael, a oposição montou essa denúncia com fotos tiradas da máquina no momento em que ela teria quebrado e estaria no concerto.

Ainda segundo o advogado, essa mesma ação foi feita ao Ministério Público Federal em Monteiro e foi arquivada por falta de provas concretas para atestar a denúncia. O advogado José Maviael afirmou que já está preparando recurso para reverter o processo no Tribunal de Justiça e acredita que sem dúvidas a decisão será favorável à prefeita, assim como foi a do Ministério Público Federal.

Por: KLEBSON WANDERLEY em 11 de agosto de 2017

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *