Rios Paraíba e Taperoá registram cheias e açude no Cariri se rompe devido grande volume de água

As fortes chuvas que atingiram a Paraíba nos últimos dias fizeram transbordar o Rio Paraíba e o Rio Taperoá, no Cariri da Paraíba.

Pequenos reservatórios da região não resistiram ao volume de água acumulado e estouraram. Como foi o caso de um açude de pequeno porte, localizado sítio Cachoeira,zona rural de Barra de São Miguel, que se rompeu após duas horas intensas de chuvas caídas no município e em boa parte do Cariri de sábado para este domingo, dia 02 fevereiro.

Na zona rural de São Domingos do Cariri foram registrados grandes cheias devido as fortes chuvas. O Riacho Gravatá, afluente do Açude de São Domingos do Cariri registrou um grande cheia na madrugada deste domingo (2) e foi suficiente para subir 3,70 metros na lâmina de água do manancial.

De acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA) açude estava com apenas 12,21%.

Foi registrado fortes chuvas na maioria das cidades do Cariri e em boa parte do interior da Paraíba durante este sábado. Devido as fortes chuvas, algumas cidades do Cariri como São João do Cariri, São José dos Cordeiros e Serra Branca tiveram quedas de energia. Em serra Branca, o restabelecimento de energia elétrica só foi normalizado na manhã deste domingo.

Veja as imagens do açude da Cachoeira localizado na zona rural de Barra de São Miguel, que se rompeu após as fortes chuvas que caíram na região.

INMET EMITE NOVO ALERTA DE CHUVAS 

Um alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para 111 cidades das regiões do Cariri, Seridó e Sertão da Paraíba. O aviso foi emitido às 10h30 deste domingo (2) e segue até as 9h30 da segunda-feira (3).

Conforme o alerta, deve chover entre 20 e 30 milímetros por hora, ou até 50 milímetros por dia nas cidades listadas. Os ventos devem ser intensos, de 40 a 60 quilômetros por hora. Há baixo risco de corte de energia elétrica, de queda de galhos de árvores, de alagamentos e descargas elétricas.

De Olho no Cariri

Por: KLEBSON WANDERLEY em 3 de fevereiro de 2020

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!