Novas Práticas Integrativas e Complementares do SUS serão oferecidas em oito cidades do Cariri

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de 113 municípios da Paraíba podem usufruir de Práticas Integrativas e Complementares (PICS). O Ministério da Saúde (MS) anunciou na última segunda-feira (12) que dez novas práticas
passam a ser oferecidas pelo SUS. Agora os pacientes podem contar com 29 PICS.

No estado são oferecidos a prática de medicina tradicional chinesa, terapia comunitária, dança circular/biodança, yoga, massagem, auriculoterapia, massoterapia, musicoterapia, acupuntura, tratamento osteopático e reiki. Em 2017, 11 mil paraibanos foram atendidos com as práticas.

De acordo com o MS, evidências científicas têm mostrado os benefícios do tratamento integrado entre medicina convencional e práticas integrativas e complementares. Além disso, há crescente número de profissionais capacitados e habilitados e maior valorização dos conhecimentos tradicionais de onde se originam grande parte dessas práticas.

No Cariri, as PICS são disponibilizadas nos municípios de Boqueirão, Congo, Sumé, São João do Cariri, Serra Branca, Amparo, Cabaceiras e Santo André.

Novas PICS

As 29 práticas integrativas e complementares oferecidas no Sistema Único de Saúde são: ayurveda, homeopatia, medicina tradicional chinesa, medicina antroposófica, plantas medicinais/fitoterapia, arteterapia, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa, termalismo social/crenoterapia, yoga, apiterapia, aromoterapia, bioenergética, cromoterapia, constelação familiar, geoterapia, hipnoterapia, imposição de mãos, ozoniterapia e terapia de florais.

As terapias estão presentes em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios brasileiros, sendo que 88% são oferecidas na Atenção Básica. Atualmente, a acupuntura é a mais difundida com 707 mil atendimentos e 277 mil consultas individuais. Em segundo lugar, estão as práticas de Medicina Tradicional Chinesa com 151 mil sessões, como taichi-chuan e liangong. Em seguida aparece a auriculoterapia com 142 mil procedimentos. Também foram registradas 35 mil sessões de yoga, 23 mil de dança circular/biodança e 23 mil de terapia comunitária, entre outras.

Com Jornal da Paraíba

Por: KLEBSON WANDERLEY em 17 de março de 2018

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!