FIM DA LUA DE MEL: Grande parte das lideranças do PSB opta por João na queda de braço com Ricardo pelo comando do partido

A crise no PSB da Paraíba está apenas no começo, mas em seus primeiros capítulos tem deixado evidente uma realidade: o poder da caneta é maior do que qualquer articulação política. Assim está ocorrendo na queda de braço dos dois principais líderes socialistas: João Azevedo e Ricardo Coutinho.

Após a intervenção no Diretório Estadual feita pelo PSB Nacional, Ricardo assumiu o comando provisório da legenda sob o argumento de unidade, mas o que está vendo é uma avalanche de declarações negativas a essa intervenção e  inclusive, até o momento a maioria dos pessebistas convidados para compor a Comissão Provisória declinaram do convite e afirmaram não concordar com a iniciativa.

O primeiro a recusar o convite foi o próprio governador João Azevedo, que seria o vice-presidente. Em seguida veio o ex-presidente Edvaldo Rosas, que assumiria uma das secretarias do partido, o senador Veneziano Vital também recusou o convite para ser Secretário Geral e por fim a Secretária Estadual de Mulheres no PSB, Valquíria Alencar de Sousa, se recusou a fazer parte da comissão provisória.

A comissão por hora continua composta por apenas três integrantes: o ex-governador Ricardo Coutinho como presidente, a prefeita do Conde, Márcia Lucena, como primeira secretária e Fábio Maia como secretário de Finanças.

O retrato da demandada da comissão provisória parece pelo visto ser o mesmo das lideranças do PSB em todo o Estado. Pouco a pouco, as lideranças tem hipotecado apoio ao governador João Azevedo e Ricardo vai ficando isolado no ninho girassol.

De Olho no Cariri

Por: KLEBSON WANDERLEY em 10 de setembro de 2019

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!